Novembro Azul - Data:

O mês de novembro veio pintando as cidades de um azul que quer dizer cuidado. A cor tem iluminado os monumentos e pontos turísticos brasileiros a fim de lembrar uma importante da campanha para a saúde do homem, o Novembro Azul.

A campanha em questão tem o objetivo de informar e alertar a população a respeito dos riscos do câncer de próstata. Além de conscientizar sobre a importância da realização dos exames periódicos relacionados a esse tipo câncer. A projeção de 2014 é que 12 mil homens vão morrer da doença em função da descoberta em estágio avançado já que quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista. A estatística ainda indica que a cada 6 homens 1 tem a doença e a estimativa é que cerca de 69.000 novos casos sejam diagnosticados.

O câncer de próstata tem alguns fatores de risco como idade (a partir de 40 anos), cor da pele (homens negros apresentam mais casos), hereditariedade (histórico familiar), má alimentação e obesidade. Ela é uma doença bastante silenciosa, mas existem sintomas como: dificuldade de iniciar a passagem da urina, dificuldade de interromper o ato de urinar, urinar em gotas ou jatos sucessivos, sensação de dor na parte baixa das costas ou na pélvis (abaixo dos testículos), dor quando ejacula, dor nos testículos, dor lombar, dor na bacia ou joelhos. Entretanto 95% dos tumores já estão em fase avançada quando apresentam sintomas, dificultando a cura. Existem pelo menos quatro formas de diagnóstico. O ultrassom transrretal que pode ser usado para orientar a biópsia da próstata. Também poder ser útil na determinação do volume prostático e para avaliar a extensão local da doença. O PSA é a dosagem de uma proteína sanguínea analisada por meio de exame de sangue. Quando o PSA estiver acima de 10 ng/ml há indicação formal para biópsia. A cintilografia óssea é fundamental na identificação do estágio do câncer da próstata, sendo altamente sensível, porém pouco específica. E o exame de toque retal que é utilizado para diagnosticar qualquer anormalidade na próstata. De acordo com os especialistas, o exame do toque retal deve ser realizado por homens acima de 50 anos. Dura aproximadamente 10 segundos, é simples e praticamente indolor, além de não afetar a masculinidade. É sempre recomendável e também fundamental para detectar o estágio da doença, bem como para definição do tratamento.

Com os números atuais, as prospecções indicam que é necessária uma mudança de comportamento do homem a respeito dos cuidados que devem ser dados à sua saúde. Há ainda muito preconceito envolvido no diagnóstico e tratamento desse câncer o que corrobora para seus elevados índices de óbitos e diagnósticos tardios. E o que isso quer dizer? Prevenção deve ser a palavra de ordem para quem pretende viver mais e melhor, pois o acompanhamento médico é a melhor arma contra essa doença.

Simulador de Planos


Perguntas
Frequentes


Fale Conosco


Ouvidoria

Encontre a FIPECq Vida Mais perto de você